Resposta ao comentário de um padre

Amados irmãos, um determinado reverendo contra argumentou os meus artigos com uma teologia dogmática arcaica, fundamentada na tradição de uma igreja corrupta que se assemelha a Adolf Hitler(só que pior pois se desfaça de cordeiro )em atos desumanos para fazer com que as pessoas professem uma idéia que não é a do evangelho de cristo. (confira a historia da idade de media, inquisição etc. para não chocar os leitores).

 

 

A indulgência é a eliminação total ou parcial das penas temporais do cristão devidas a Deus pelos pecados cometidos, mas já perdoados pelo sacramento da Confissão na vida terrena. ( o que o reverendo acha que é isso?). Isso significa que tanto faz  se me arrepender perante Deus, se não usufrui-se desse “bem” que era muito caro por sinal não teria parte no reino de Deus.

 

Pergunto aos leitores? “Deus não é homem para que minta”? Deus é amor quando perdoa não se interessa pela nossa pratica de ablação, mas espera que nos arrependamos de verdade, mas se pecarmos  ele nos perdoa como pai esperando que agente seja santo, acho que o reverendo sabe, as indulgências eram vendidas a preço altíssimo pela igreja católica e segundo o que constam (livros históricos).

 

Jesus cristo é um seguimento pessoal o “reino de Deus esta em cada um de nós” a relação é de amor, Jesus! Creio nele ele perdoa os meus pecados eu o amo e ele me ama é como uma relação amorosa de um pai com seu filho, Jesus pregou isso, essa forma de ablação purificação isso é cultura pagã romana herança do paganismo de Constantino. Isso e teologia ensinada em seminários católicos para forma religiosos alienados (embora vivam muito bem financeiramente, muitos acham até legal ser alienado)   a uma doutrina religiosa de Roma e continuar construindo um império religioso financeiro.

 

Igreja católica é a igreja de cristo? NÃO, Caro padre, na interpretação da sua igreja, a igreja católica de Roma é a de cristo, como toda igreja diz que é de cristo, e o reverendo usa Mt 16: ” Pedro tu és pedra e sobre essa pedra eu edificarei a minha igreja”. Onde se encontra na bíblia que Pedro foi fundador da igreja  católica, que cristo era cabeça de uma igreja que tinha o imperador Constantino como seu alicerce principal(eu tenho provas histórica), onde estava amor de cristo quando realizavam cruzadas sangrentas, roubos latrocínios, onde estava o perdão de cristo quando prendiam e torturavam pessoas que não reconheciam sua igreja como santa, eu provo isso leia ( história da idade media). O próprio papa Carol Voitila pediu perdão por tudo isso.

 

 

 

 

 

 

 

 

Pedro e os apóstolos nunca foram e nunca será alicerce da igreja católica, Quando Jesus disse isso a Pedro: ”Pedro tu és pedra e sobre essa pedra eu edificarei a minha igreja” estava falando que sobre o fundamento dos apóstolos com liderança de Pedro em sua igreja (no original grego Eclésia – estudando seus radicais a o significado “ir pra fora”) pregaria ao mundo o evangelho que é porta do reino dos céus para todos que aceitem, se quiser leva em consideração versículos depois o mesmo Pedro que exaltou Jesus mandou que satanás se afastasse. Evangelho e luz para nossos passos, independente de onde era o que eram, uma revolução de mudança interior, é isso que se encontra na bíblia seja os escritos de Paulo seja os escritos de Lucas, João Thiago e Pedro.

 

Reverendo, salvação é um processo pessoal entre o homem e Deus, Jesus reconhecido como senhor e amado sobe todas as coisas e o próximo como a nós mesmo, com humildade e coração puro.

 

 

Respondo a você padre, Jesus só ia ao templo quando precisava pregar para os leva ao amor ou para algumas pratica para não ser excluído (assim não teria oportunidade de pregar), mas quando desejava ora, ia para montanhas montes, ribeiros de rios olhe evangelho, ele veio pregar o amor não essa basbaquice  de religião que só aprisionam o homem no judaísmo – cristão arcaico que tanto Paulo pregou  contra.

 

 

É preciso fazer uma releitura do Evangelho na luz do Espírito.

 

 

Duvidas e debates: jairoribeiroshow@hotmail.com