Frio e neblina preocupam agricultores em Inhapi

Nevoeiro nas plantações (Foto: Juvenal Silva)
Nevoeiro nas plantações (Foto: Juvenal Silva)

Desde o início de junho agricultores estão preocupados com as baixas temperaturas que podem prejudicar as plantações de milho e feijão em Inhapi. O frio intenso é fortalecido pelo nevoeiro que chega ao final de tarde nas partes mais altas e perdura até as 7 horas da manhã em todo município que é um dos maiores exportadores dos legumes.

 

De acordo com o agricultor Cícero Alves se continuar assim a colheita deste ano pode ser prejudicada. Para ele as adversidades climáticas combinadas ao sol podem queimar as folhas e flores das plantações danificando o desenvolvimento das lavouras. “Infelizmente, não podemos fazer nada.” Lamentou.

 

TEMPERATURAS

 

Situado no auto-sertão do estado, o município é um dos mais quentes mesmo no inverno. Registra normalmente mínima de 22º e máxima de 29º. Mas, desde o início de junho passou a marcar mínima de 17º e máxima de 25º além das constantes chuvas.

 

Agricultores afirmam que é visível a mudança climática, principalmente na cidade que fica coberta de neblina durante a noite. “Essas baixas temperaturas não são comum aqui. Nem mesmo nessa época do ano.” Disse Cícero Alves.

 

FRIO NA PELE

O frio constante também é sentido na pele. Na cidade é quase impossível, no período noturno, ficar sem roupas ou deixar de usar um agasalho. Mas, esse tempo frio não é exclusivo de Inhapi, nos municípios vizinhos Mata Grande e Água Branca é comum o registro dessas temperaturas baixas.