Até o fim do ano, Governo deve inserir 60 mil famílias de Maceió no Cartão CRIA

Cadastro para gestantes e crianças com Síndrome por Zika Vírus começou na capital ontem (22); Governo estima atender 180 mil famílias em Alagoas

Desde a última segunda-feira (22), o Cartão CRIA, do Governo do Estado, iniciou o cadastramento das beneficiárias em Maceió. Somente na capital, o Governo de Alagoas deve inserir cerca de 60 mil famílias no programa até o final de 2021. O número representa um terço da estimativa para todo o estado, prevista em 180 mil auxílios no valor mensal de R$ 100.

A cidade é a última ingressar na iniciativa, que já liberou o pagamento da primeira parcela para 9 mil famílias nos demais 101 municípios alagoanos. A habilitação obedece a um calendário dividido por condição materna e faixa etária. Neste primeiro momento, podem se inscrever gestantes e crianças portadoras de Síndrome Congênita do Zika Vírus.

Na sequência, o cronograma passa a valer para todo o estado. Em 1º de abril, começará o cadastro de crianças entre 0 a 2 anos de idade. A partir de 1º de maio, será a vez das pequenas com até 5 anos. Após a inscrição, o prazo para recebimento do cartão é de até 30 dias.

Para se cadastrar, basta procurar um dos 16 Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), o Centro de Atendimento Socioassistencial (Casa) ou a sede do Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico) e do Programa Bolsa Família (PBF) levando a documentação necessária:

Documentos para gestantes

– Caderneta da gestante

– Comprovante de residência

– CPF, RG e NIS

Documentos para criança com síndrome Zika Vírus

– Documentos do responsável

– Comprovante de residência

– RG ou certidão de nascimento da criança

– Atestado médico

Fonte: Agência Alagoas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *